Leia também

Entenda a ISO 27001 e como a StarSoft se adaptou 

O que é a ISO 27001? 

A ISO 27001 É uma norma internacional de gestão de segurança da informação, que busca ser padrão e referência para o mundo todo no que diz respeito a melhores práticas e certificação de gestão em qualidade.  

Desse modo, tem como principal objetivo garantir um alto compromisso com a proteção da informação, já que é uma das maiores preocupações do momento. 

Além disso, tem o intuito de ser uma norma para identificar, analisar e implementar controles para gerenciar riscos de segurança de dados, proteção à confidencialidade, integridade e disponibilidade de informações reservadas aos negócios. 

Portanto, essa norma se encaixa a todas as empresas mundialmente, que têm a preocupação de assegurar dados e integridade. Então, acaba sendo uma implementação compulsória. 
 
Devemos alertar também às organizações, que a ISO faz com que haja um controle de quais fornecedores ou parceiros têm essas certificações, a fim de garantir também sua proteção. 

Por que a exigência da certificação ISO 27001? 

Seguindo um movimento internacional, as legislações dos últimos anos que tratam da proteção de dados trouxeram a necessidade de impor uma adequação das empresas que atuam no mercado. 

Assim, apoiou-se em uma série de fatores internos e externos que precisam ser gerenciadas para evitar problemas com segurança de dados do papel e colocar em prática. Desse modo, um passo essencial é a certificação, que puxa a cadeia de fornecimento inteira. 

Então, como citamos a ISO 27001 é uma certificação compulsória, aplicada a qualquer empresa que quer se mantém no mercado competitivo nos próximos anos. 

Leia também: Segurança corporativa: características, ameaças e como evitar erros 

Etapas de implementação 

Para implementar a ISO 27001 corretamente, pede-se cinco grandes etapas, que são: 

1. Entendimento do Contexto da Organização 

A empresa vai compreender suas características e necessidades para estabelecer políticas e objetivos internos de segurança da informação; 

2. Avaliação de Riscos 

Para gestão de risco, avalia-se os processos internos da empresa riscos relacionados à segurança da informação. Assim, é criado uma classificação de riscos para todos os pontos identificados; 

3. Controles Operacionais 

Então, a partir daqui a empresa passa a criar controles operacionais nos processos, para eliminar ou diminuir a classificação dos riscos identificados; 

4. Análise de Eficácia 

Nessa fase, a organização começa a aplicar fiscalização e análise do desempenho dos controles realizados. Por exemplo, agora acontece a famosa e temida Auditoria Interna; 

5. Melhoria 

Então, com as melhorias que ocorrem do início ao fim, e o estabelecimento da Certificação para garantia dos processos em constante avaliação e monitoramento dos riscos, é possível haver novos controles operacionais. 

Governança de TI: entenda o papel nas pequenas e grandes empresas 

Como foi adaptação do Grupo StarSoft? 

Seguindo as recomendações da assessoria, o Grupo StarSoft mobilizou todo seu time, especialmente de recursos humano, a fim de fazer uma varredura dos arquivos físicos e também digital, sobre as competências da empresa e deus colaboradores. 

Houve a análise da capacitação de seus profissionais, com intuito de acrescentar essas informações para o sistema e elevar o nível do time de toda a organização. 

Portanto, todos os profissionais, incluindo efetivos e prestadores de serviço, passaram por treinamentos e conscientização da importância da ISO 27001. 

Assim, a StarSoft juntamente com sua equipe puderam ajustar as políticas internas, criar métodos e atividades importantes, como: 

  • Organizar planilhas de versatilidade; 
  • Criar matriz de descrição de cargo; 
  • Levantar prontuários; 
  • Verificação de qualificação dos colaboradores; 
  • Emitir certificados e elevar a proteção de dados que passam pela empresa. 
  • Foi um processo longo, que fez com que ocorresse uma mudança de cultura empresarial, que passou a ser muito mais voltada a segurança da informação. 

Então, com a ajuda do RH e diretoria, a StarSoft passou pela auditoria com sucesso! O foco da organização é manter essa excelência e aperfeiçoar a segurança da informação constantemente. 

Confira os depoimentos das equipes do Grupo StarSoft e Eduardo Sanches da Digiti, empresa parceira da StarSoft! Acesse o vídeo/depoimento clicando 👇🏼 no vídeo a seguir:

Gostou desse conteúdo? Leia mais sobre legislação e tecnologia no Blog da StarSoft 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Assine aqui nossa news: conteúdos do mundo do RH.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Assine nossa newsletter

    Posts Relacionados.

    Comentários.