fbpx
Leia também

Pix para pequenos negócios e varejo: benefícios e desafios

A implantação do Pix no Brasil, com certeza, revolucionou o mercado e a vida dos consumidores, já que trouxe facilidades significativas e desafios igualmente importantes. Assim, a forma de pagamento impôs adaptação ao comércio nacional. 

Conforme o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – por meio de sua pesquisa realizada em 2021, cresce o número de estabelecimentos que aceitam essa atual transação.  

O estudo do Sebrae apontou que 86% dos pequenos negócios utilizam o Pix como forma de pagamento. Como pode ser observado, essa atual maneira de pagamento foi aderida por todos, o que aponta uma importância.  

Por isso, precisamos falar do pix para os pequenos negócios e como isso gera benefícios e desafios para essas empresas, a fim de melhor utilizar a novidade e se proteger dos perigos. 

Portanto, leia o conteúdo na íntegra e se mantenha informado e informada. 

O que impulsionou o Pix para pequenos negócios?

Um dos fortes motivos que fez com que o pix para pequenos negócios e varejo se popularizasse tão rapidamente e houvesse uma adesão em grande escala foram as taxas de maquininhas quando os clientes escolhem a forma “débito”. 

Como explica o site “Compara Taxa”, geralmente, as tarifas variam em torno de 2% para vendas no débito e 4% para crédito. Entretanto, observa-se que o custo da maquininha pode variar conforme marca, aquisição ou aluguel da máquina. 

Sobre o valor da maquininha, os empreendedores podem encontrá-la por valores a partir de R$ 60, mas esse preço pode se estender para cerca de R$ 900, por exemplo. 

Segundo um estudo do Sebrae e da FGV (Fundação Getúlio Vargas), nove em cada dez pequenos negócios aderiram o PIX como forma de pagamento. 

Inclusive, os Microempreendedores Individuais (MEIs) são os que mais utilizam o método pagamento. O pix para pequenos negócios está bastante relacionado à agilidade no recebimento da venda, à oneração do consumidor e recebimento de valor 24 horas por dia. 

Além disso, os empreendedores buscam modernizar seu negócio com auxílio da tecnologia. Atualmente, os clientes podem pagar as compras com QR Code que trouxe mais agilidade no processamento e facilidade para as pessoas. Assim, não é preciso mais transferir somente para uma chave-pix.  

Vale lembrar que o pix é uma metodologia de pagamento e transferência criada pelo Banco Central a fim de facilitar as transações financeiras. E, o método opera no Brasil desde novembro de 2020. 

Desafio que empreendedores enfrentam 

Claramente, o principal desafio dos pequenos negócios são golpes e fraudes que podem acontecer, caso os empreendedores não tenham cuidado com a segurança e controle de códigos. 

Coibir fraudes 

Atualmente, uma das maneiras mais comum de haver fraude é por meio da elaboração de QR falsos. Assim, é importante estar atento ao escanear o código e conferir se está levando à página correta. Portanto, sempre avise seus clientes para não acessar QR Code ou links enviados por desconhecidos. 

Gestão financeira eficiente 

Essa nova metodologia de pagamento pede boa gestão financeira, que seja organizada e eficiente. Com a facilidade que o pix traz para os pequenos negócios, é importante concentrar esforços em gerir toda essa movimentação, para que não perca informações, entradas e saídas, impactando diretamente no balanço mensal. 

Leia também “Integração de sistemas: o que é, tecnologias e tendências” 

Ausência de preparo 

Mesmo que muitos empreendedores já tenham adotado o pix, ainda há milhares que tem receio em começar a aceitar essa nova forma de pagamento. 

Conforme apresenta estudo conduzido pela empresa de pagamentos Stone,  77% dos empreendedores ainda não se sentem preparados para adotar este recurso. 

Por isso, é fundamental procurar conhecimento sobre o pix para pequenos negócios e aprendizados de como conduzir a gestão dos pagamentos que advêm desse método. 

Benefícios do pix para os pequenos negócios 

Agilidade, facilidade e modernização são três benefícios escancarados do pix para pequenos negócios. Mas, existem outras vantagens igualmente relevantes, que promovem melhorias incríveis para empreendedores, para as empresas, colaboradores e consumidores.  

A seguir, veja a lista de benefícios. 

  • Compatibilidade com os novos conceitos de consumo; 
  • Redução de custos com taxas; 
  • Destaque no crescimento e números de transferências no país; 
  • Pagamento instantâneo; 
  • Redução de burocracia; 
  • Comodidade e fidelização dos consumidores; 
  • Melhor fluxo de caixa; 
  • Maior economia. 

Claro que o tema ainda provoca dúvidas e receios, mas, sem dúvidas, o pix para pequenos negócios é uma novidade vantajosa e que promove benefícios animadores para esses tipos de negócios.

Conheça o ERP da StarSoft, que auxilia na organização da área financeira, fiscal e contábil das empresas, inclusive com essa novidade no Pix. Fale com nossos especialistas que podem mapear suas necessidades e escolher as melhores soluções para seu negócio!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Assine aqui nossa news: conteúdos do mundo do RH.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Posts Relacionados.

    Comentários.