fbpx
Leia também

RH e Finanças

A capacidade do RH e finanças em trabalharem em conjunto e compreenderem a função um do outro pode ser crítica para toda e qualquer organização. Afinal, em muitas delas, esses setores são duas áreas de negócios completamente distintas. Enquanto o setor de finanças é completamente responsável em alocar recursos para apoiar os objetivos de uma organização, mantendo um equilíbrio entre custos e receitas, o RH torna-se completamente responsável pela contratação, recrutamento e motivação dos indivíduos para promover esses mesmos objetivos.

Para se ter um entendimento melhor, estas responsabilidades do RH costumam ser as maiores despesas de uma organização. Então, embora sejam duas operações diferentes, é importante haver colaboração entre RH e Finanças dentro de uma organização.

Sem isso, torna-se difícil para essas respectivas áreas apoiarem plenamente os objetivos organizacionais. O artigo de hoje pretende mostrar a você um pouco mais sobre esta união e como é possível integrar ambos os ambientes sem grandes problemas dentro da organização.

RH e Finanças | Integrar é crescer

À medida que as empresas continuam a se reorganizar e se reestruturar para obter uma vantagem competitiva, é papel do RH também continuar a crescer e se expandir.

Este pode ser um ambiente competitivo e em rápida mudança devido à necessidade contínua de funcionários de qualidade. Para alguns especialistas do assunto, descobriu-se 6 atividades-chave relacionadas a pessoas do qual o RH deve ser responsável para agregar valor a uma empresa:

  • A gestão e utilização eficazes de equipe;
  • A avaliação do desempenho e compensação por competências;
  • O desenvolvimento de competências para melhorar o desempenho individual e organizacional;
  • Aumento de aspectos envolvendo inovação, criatividade e flexibilidade, necessários para aumentar a competitividade de uma organização;
  • Novas abordagens para desenho de processos de trabalho, planejamento de sucessão, desenvolvimento de carreira e mobilidade interorganizacional;
  • Gerenciar a implementação e integração de tecnologias por meio de equipes aprimoradas, treinamento e comunicação com os funcionários.

Mas, para que o RH e Finanças realmente se integrem, é fundamental considerar uma questão: qual é o propósito da organização da organização e onde esses dois departamentos se encaixam nisso?

Qual o propósito de uma organização?

O ponto de partida desta pergunta é descobrir como, exatamente, uma organização ganha dinheiro. Para o RH, em particular, também é importante entender como o dinheiro circula em uma organização. Essas informações são fundamentais para auxiliar ambos os departamentos a entender onde se encaixam no plano da entidade no que se refere à obtenção de receita.

Com esse entendimento, surge a oportunidade de desenvolver um relacionamento mais eficaz entre os setores. Então, o que cada função precisa fazer para responder essas perguntas? Como os membros da equipe podem trabalhar juntos para criar uma colaboração eficaz de RH e Finanças?

Essa situação é sustentada a partir do momento em que os setores ‘’saem da caixinha’’, indo além de suas funções tradicionais, e envolvem-se ativamente com todo o restante dos negócios.

Assim, para os profissionais de recursos humanos, é importante ter um conhecimento sólido dos aspectos financeiros da gestão de uma empresa. As principais áreas das quais devem se imergir incluem o orçamento e gerenciamento de lucratividade (faturamento,baixas,etc.), bem como leitura e compreensão de demonstrações financeiras.

Uma reclamação constante que os líderes organizacionais possuem é de como os membros do recursos humanos não tem um bom entendimento do negócio, de como o negócio ganha dinheiro ou de como ter uma conversa significativa sobre o perfil financeiro do negócio. Aprender e aplicar esses conceitos é fundamental para promover uma colaboração saudável de RH e Finanças!

Já para o setor de finanças, algumas medidas específicas de RH a serem entendidas seriam custo de contratação, benefícios e leis trabalhistas. Também seria importante entender o planejamento da força de trabalho. Afinal, não se trata apenas do número de funcionários, mas também de como o investimento crítico em capital humano (por exemplo, treinamento e desenvolvimento, programas de recompensa e reconhecimento) são capazes de produzir resultados tangíveis.

Portanto, promover uma colaboração entre RH e Finanças permitirá que ambos estejam mais bem alinhados em torno da visão estratégica de uma empresa. Isso, por sua vez, pode ajudar ambas as funções a se tornarem mais proativas em vez de reativas. E, para isso acontecer, ambos os setores devem entender claramente o propósito da organização. 

RH e Finanças | Crescer é integrar

Romper as barreiras entre as funções de recursos humanos e finanças pode trazer uma série de benefícios para sua organização.

Quando há uma compreensão das conexões com visão estratégica geral da empresa, compreensão do propósito e apoio integral entre setores, ela se torna verdadeiramente eficaz é essencial para o futuro de sua corporação!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Compartilhe:

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin

    Assine nossa newsletter

      Posts Relacionados.

      Comentários.