fbpx
Leia também

Saúde e Segurança no Trabalho – Entenda Melhor

A saúde e segurança no trabalho servem para assegurar a integridade física dos trabalhadores no exercício de suas funções. Apesar de focar no colaborador, este preceito também influencia a empresa como um todo e seu desempenho de forma geral. No post de hoje, entenda melhor esta relação e como os sistemas de gestão podem auxiliar nas rotinas deste departamento.

Saúde e segurança no trabalho

Na história, Revolução Industrial apresentou à sociedade um novo mercado, cheio de possibilidades. Infelizmente, junto com essa inovação, vieram as condições de trabalho precárias e abusivas instauradas. 

Os trabalhadores eram expostos à equipamentos primitivos, que ofereciam diversos tipos de riscos. Como consequência, os colaboradores acabavam por se ferir gravemente ou mesmo adoecer devido ao exercício de sua função.

Com o tempo, as pessoas foram se conscientizando sobre a dimensão destes efeitos. Então,  começaram a exigir condições melhores para realizar seu trabalho. Surgia assim a preocupação com saúde e segurança no trabalho.

Histórico da saúde e segurança no trabalho

As reivindicações dos trabalhadores deu frutos, culminando na criação de diversas leis para proteger a saúde e segurança dos colaboradores. 

Aqui no Brasil, a primeira iniciativa neste sentido foi o Decreto 3.724/1919. Este definiu as obrigações dos empregadores em consequência dos acidentes. Suas diretrizes envolvem indenizações e ações judiciais como penalidade para estas ocorrências.

Desde então, diversos outros documentos legais foram elaborados visando garantir a saúde e segurança no trabalho aos trabalhadores.

Outras determinações neste sentido foram abordadas posteriormente na Consolidação das Leis do Trabalho, de 1943.

Em 1978, o Ministério do Trabalho publicou a Portaria 3.214/78, que instituiu as Normas Regulamentadoras. Estas servem como suporte para a proteção e segurança do trabalhador, nos diversos segmentos de negócios e áreas de atuação.

Contexto atual

Mais do que mera obrigação ou uma forma de fugir de penalidades, a saúde e segurança no trabalho ganhou um significado maior, no contexto atual.

Agora, as empresas entendem os colaboradores como um de seus maiores patrimônios. Portanto, o empregadores realmente passam a se preocupar com a saúde e segurança no trabalho de seus funcionários. 

Logicamente que isso é resultado de uma transformação da sociedade, onde valores como este estão ganhando maior relevância. Inclusive, uma empresa que demonstre ter preocupação com a integridade física (e mental) de seus funcionários recebe preferência dos consumidores. O que, por si, já prova o quanto as pessoas estão se engajando em se tornar cada vez mais empáticas.

Além disso, as empresas também perceberam que trabalhadores saudáveis trabalham mais e melhor. Sem falar que representam uma economia considerável. Como? É fácil explicar!

Com o auxílio doença, por exemplo, os colaboradores que não estão em plenas condições para exercer suas funções, podem se ausentar de forma remunerada do trabalho. Isso é um desfalque na produtividade da empresa, que precisa providenciar outro funcionário para realizar as tarefas deste. 

Um colaborador que perde algum membro ou acaba falecendo em exercício de sua função também traz prejuízos financeiros às empresas. Isso porque cabe a esta pagar indenização pelo ocorrido, no primeiro caso ao colaborador, e, no segundo, à família deste.

Garantindo a saúde e segurança no trabalho

Pelas razões citadas acima – além da obrigação legal – as empresas necessitam tomar cuidados específicos para saúde e segurança no trabalho. Nisto estão envolvidos exames ocupacionais, como os admissionais, demissionais, de alteração de cargo, entre outros. Ou seja, é preciso estar acompanhando de perto, constantemente, o estado de saúde de seus colaboradores. 

Outro dos cuidados que as empresas precisam ter é a entrega dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Assim como a instituição de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPAs).

As atividades relacionadas a todas estas providências são burocráticas e exigem total atenção e concentração. Porém, para otimizá-las e evitar erros em sua execução, adotar um sistema de gestão integrado pode ser extremamente útil.

Nós, por exemplo, possuímos um módulo totalmente voltado para este aspecto: o StarSoft Applications Medicina e Segurança. Uma solução completa que visa garantir o gerenciamento e o planejamento dos processos aplicados e controlados pelo departamento. 

Com esta ferramenta, a gestão ocupacional das empresas são facilitadas com as funcionalidades de controle e gerenciamento de exames ocupacionais. Além de fornecer uma completa e segura gestão de EPIs e permitir o  cadastramento do processo eleitoral da CIPA.

Para garantir que as empresas estejam sempre em conformidade com a legislação, o módulo também permite o cadastramento de listas de verificação para inspeções. Fornecendo, para tanto, controle e geração automatizada de documentos.

Quer conhecer melhor esta solução e cada uma de suas funcionalidades para a saúde e segurança no trabalho? Entre em contato ou preencha o formulário neste link.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Compartilhe:

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin

    Assine nossa newsletter

      Posts Relacionados.

      Downsizing

      Downsizing

      Em qualquer negócio, você tem vários custos diferentes reduzindo lentamente seus resultados financeiros. Custos diretos

      ver mais

      Comentários.