Quais os indicadores de desempenho essenciais para a gestão de empresas?

Indicadores de desempenho ajudam os gestores de um empreendimento a ter uma visão mais clara e ampla sobre a performance da empresa. Alguns desses índices são fundamentais e utilizados por quase todas as organizações como forma de mensurar o sucesso ou o insucesso de suas operações.

Neste texto, você vai conhecer quais os indicadores de desempenho essenciais para a gestão da empresa. Este tema é importante para o seu trabalho? Então, acompanhe conosco.

A importância dos indicadores e como são utilizados

A boa gestão de uma empresa não se apoia em intuição ou subjetividade. Gerir um negócio tem tudo a ver com o acompanhamento sistemático de indicadores e objetivos-chave que devem ser cumpridos periodicamente.

Segundo levantamento divulgado pelo Sebrae, 25% das empresas fecha as portas antes de completar 2 anos de operação. O dado é expressivo e diz muito sobre os impactos da má gestão sobre os resultados dos empreendimentos. Por isso, estes medidores de performance são importantíssimos para todo gestor.

Os indicadores são medidas periódicas que relacionam a quantidade ou a frequência de uma ação. Cada indicador tem metodologias específicas de cálculo, mas via de regra, estes dados estão atrelados a metas, taxas de tolerância e frequências de monitoramento.

Existem alguns grupos de indicadores, ou seja, índices responsáveis por medir o desempenho de setores específicos do empreendimento. Em grandes empresas, cada um destes grupos fica sob a responsabilidade de um gestor executivo. Entretanto, empreendimentos de menor porte também devem se basear em indicadores concretos para mensurar a performance.

Os principais indicadores de desempenho na gestão empresarial

Indicadores financeiros

Este costuma ser o principal grupo de indicadores monitorados pela gestão empresarial. Estão diretamente relacionados aos recursos disponíveis para investir, bem como no retorno financeiro obtido com as ações da empresa. Os indicadores financeiros costumam condicionar a análise e o planejamento dos demais indicadores.

  • Variação da receita bruta;
  • Lucro líquido;
  • Lucro bruto;
  • Lucratividade operacional do período;
  • Fluxo de caixa;
  • Contas a receber;
  • Variação total das dívidas;
  • Rotação de estoque;
  • Ebitda (lucro antes de juros, taxas, depreciação e amortização).

Indicadores comerciais

Índices utilizados para mensurar o desempenho e a rotina das vendas do empreendimento. São importantes para avaliar a eficiência da equipe comercial e estabelecer planejamento estratégico periódico, baseado nos recursos financeiros disponíveis e na disposição da mão de obra.

  • Quantidade de novos contratos fechados em um período;
  • Valor médio dos novos contratos fechados em um período;
  • Quantidade de leads qualificados no funil de vendas;
  • Custo por venda;
  • Tempo médio gasto no follow-up dos clientes;
  • Tempo médio gasto no fechamento da venda;
  • Variação da quantidade de vendas – em valor ou em porcentagem;
  • Ticket médio (valor gasto pelo cliente a cada compra).

Indicadores operacionais

Estes indicadores são utilizados para medir a eficiência operacional da empresa. Ou seja, quanto ela tem gerado em produtos ou serviços utilizando os recursos disponíveis, como dinheiro, maquinário, insumos, estoque, funcionários e outros ativos. Estes indicadores variam bastante de acordo com o modelo de negócio utilizado pela empresa.

  • Tempo médio de entrega de pedidos;
  • Quantidade de produtos fabricados por período por cada funcionário;
  • Custo por produto fabricado/Custo por serviço prestado;
  • Quantidade de atendimentos realizados por cada vendedor a cada período.

Indicadores de mercado e de clientes

Estes indicadores têm a função de avaliar o desempenho da empresa quanto à concorrência e também diante da satisfação de seus consumidores. Mensura também a performance dos colaboradores responsáveis por prestar suporte ou atuar no relacionamento direto com o cliente.

  • Número de clientes por período;
  • Porcentagem de clientes retidos (que voltam a fazer negócio);
  • Parcela de mercado (% do mercado ocupado pela empresa, em comparação à concorrência);
  • Índice de satisfação do cliente;
  • Net Promoter Score (a probabilidade do cliente em indicar a empresa a amigos);
  • Quantidade de atendimentos realizados pelo suporte no período;
  • Taxa de resolução de problemas pelo suporte.

Indicadores de Recursos Humanos

Os indicadores de RH visam avaliar como tem sido administrada a rotina dos funcionários, com a finalidade de proporcionar a eles bom ambiente de trabalho, estímulos à produtividade, desenvolvimento profissional e humano, sempre preconizando também o bom uso do orçamento da empresa.

  • Taxa de rotatividade da equipe no período;
  • Quantidade de contratações e demissões;
  • Índice de satisfação do funcionário;
  • Taxa de absenteísmo (quantidade de faltas);
  • Quantidade de funcionários que tiram licença por doença no período;
  • Quantidade de acidentes de trabalho.

Indicadores de Marketing

São índices que ajudam a medir a eficácia e o uso de recursos por parte das campanhas de marketing realizadas pela empresa. Mensuram fatores comerciais, como a geração de leads, bem como estatísticas da imagem da empresa na internet, o valor da marca, e o retorno financeiro dos investimentos no setor.

    • Tráfego de usuários no site por período;
    • Número de leads qualificados periodicamente;
    • Taxa de conversão;
    • Conteúdos posicionados nos primeiros resultados orgânicos e pagos do Google;
    • Curtidas e interações nas redes sociais;
    • Taxa de rejeição de conteúdo;
    • Custo por lead;
    • Novos prospects por período.

Hierarquização e planejamento dos indicadores

A hierarquização de importância dos indicadores tem muito a ver com o tipo de negócio no qual a empresa opera, bem como o momento e a maturidade do empreendimento.

Para citar um exemplo, um empreendimento startup que está abrindo as portas pode priorizar indicadores operacionais, colocando os índices financeiros em segundo plano, uma vez que atua na inovação e provavelmente conta com investimento externo. Estas empresas também costumam priorizar indicadores de marketing e satisfação do cliente.

Por outro lado, uma empresa em dificuldades financeiras certamente prioriza indicadores relacionados ao dinheiro, às vezes, colocando em caráter secundário indicadores de recursos humanos, mesmo que temporariamente, uma vez que a prioridade do momento é sanear as dívidas para continuar operando, gerando emprego e renda.

Isso não quer dizer que os outros indicadores ficam “esquecidos”. A seleção de alguns índices para monitorar mais de perto, bem como a hierarquização de indicadores por ordem de importância são decisões estratégicas que facilitam o dia a dia da gestão. Porém, é fundamental que todos os indicadores estejam sempre à vista, de maneira permanente.

Conheça as soluções completas da StarSoft para o seu negócio.

Paste your AdWords Remarketing code here