Leia também

4 problemas enfrentados com a falta de feedbacks

A revista Exame já nos alertava desde 2015: a falta de feedbacks faz com que as empresas percam seus melhores talentos. Conheça agora os 4 problemas enfrentados com a falta de feedbacks!

Mais do que um simples bate papo, a troca de feedbacks é um dos fatores essenciais para que as organizações consigam extrair o melhor do seu corpo de colaboradores. No entanto, muitas ainda ignoram a prática, tendo que lidar com a grande rotatividade das equipes e com a perda de bons membros que não se sentem devidamente valorizados. 

Se o feedback não é uma prática inata à cultura da sua empresa, é preciso prestar mais atenção em como os colaboradores se sentem diante dos seus respectivos desempenhos, pois isso desencadeia inúmeros problemas a curto e longo prazo. 

Hoje, a fim de clarear as noções em torno desse assunto, a Starsoft trouxe a você 4 problemas enfrentados com a falta de feedbacks dentro das empresas. 

4 problemas enfrentados com a falta de feedbacks 

1. A falta de feedbacks gera perda de bons colaboradores 

A Revista Exame, em uma matéria sobre a falta de feedbacks dentro das empresas, salientou um importante ponto sobre a ausência da prática na cultura de algumas companhias. 

Baseando-se nas palavras do médico e consultor Eugenio Mussak, no livro “Com gente é diferente – inspirações para quem precisa fazer gestão de pessoas“, as empresas vêm perdendo muitos bons profissionais por conta de um problema que poderia ser facilmente resolvido: a falta de feedbacks

Para exemplificar o seu ponto, o livro aborda a seguinte situação: um gestor tentando convencer um ótimo colaborador que está pedindo demissão para reconsiderar e continuar no emprego. Em contrapartida, ele ouve: “recebi uma proposta melhor e achei que não faria falta por aqui, pois nunca senti que meu trabalho fosse valorizado”. 

Tendo isso em vista, a empresa perdeu a oportunidade de manter seu colaborador motivado, mesmo quando seu desempenho era exemplar. E esse é um problema mais comum do que podemos imaginar. 

Conforme o autor escreveu: “Em qualquer situação, no trabalho ou nas relações pessoais, dar feedback é uma manifestação de respeito e afeto. E é, antes de tudo, uma demonstração de inteligência interpessoal” 

2. Impede o desenvolvimento das equipes 

Ainda utilizando como exemplo o livro de Mussak, em outro extremo, temos um colaborador que está sendo demitido da empresa após um ano na função. O motivo do desligamento seria o fato dele não estar cumprindo com as competências esperadas. 

O retorno dado pelo profissional é que ele sempre fez a mesma coisa e nunca foi alertado de que deveria agir diferente

E aí está o ponto chave. Quando um colaborador não recebe um retorno assertivo sobre seu desempenho, ele imediatamente perde a chance de se desenvolver profissionalmente. E isso é maléfico tanto para ele quanto para a  empresa. 

Para que tudo funcione efetivamente, é preciso que, primeiro, os integrantes da equipe sejam orientados corretamente sobre suas funções. E segundo, eles recebam um retorno para entender se estão agindo da forma esperada. E caso não estejam, tenham a oportunidade de mudar sua atitude sem prejudicar nenhum dos lados. 

3. Gera uma liderança ineficaz 

Através da análise das situações mencionadas anteriormente, fica claro que a falta de feedbacks gera sérios problemas para os gestores. 

Sabemos que o papel das lideranças não se limita a delegar tarefas à sua equipe. A rotina de um bom líder requer muito “jogo de cintura” para que seus colaboradores se mantenham motivados, em constante desenvolvimento e suas rotinas com o mínimo de conflitos possível. 

E quando um gestor ou gestora ignora o retorno que precisa ser dado ao seu time, os problemas podem ser os mais variados, trazendo inúmeros impactos para a organização como um todo. Afinal, a falta de feedbacks dá ao gestor uma liderança incompleta, além de afastá-lo das pessoas que estão sob sua gestão. 

4. Atrapalha relação entre gestão e colaboradores 

Nenhum colaborador consegue ter uma boa relação com sua liderança quando há gargalos na comunicação entre os dois lados. 

O feedback é capaz de gerar um melhor relacionamento entre a organização e suas equipes de diversas formas. A comunicação estimulada através dessa prática é inevitavelmente importante para que os colaboradores se sintam à vontade para expor suas opiniões e que o trabalho seja transformado num local mais objetivo e motivador. 

Além disso, um importante fator a ser levado em conta é a noção de pertencimento que o feedback gera no profissional. Afinal, valorizamos muito a sensação de fazer parte de algo, e esses retornos positivos fazem com que nós enxerguemos que fazemos parte de algo maior e que nosso trabalho tem um significado para o todo. 

Esperamos que tenha ficado claro, através desses problemas, o quanto a falta de feedbacks pode ser prejudicial à sua empresa. Ao tornar essa prática em uma cultura organizacional, você e sua equipe caminharão a passos largos para os melhores resultados. 

Conte com a Starsoft e com nossas Soluções dedicadas ao setor de Recursos Humanos para aprimorar o seu trabalho. Clique aqui para saber mais! 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Assine aqui nossa news: conteúdos do mundo do RH.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Assine nossa newsletter

    Posts Relacionados.

    Comentários.