fbpx
Leia também

A importância da gestão de frotas para a logística

A logística é um setor essencial para a vida das pessoas. Sem uma logística eficaz e eficiente, os produtos que consumimos não chegam até nós, e os insumos necessários para a produção dos mesmos nas empresas também não. Por isso, podemos afirmar que empresas especializadas em logística são de extrema importância para todos os setores.

Já para as empresas que não são especializadas no ramo, mas que necessitam receber e transportar cargas com frequência, a logística também se faz fundamental. Para se ter uma noção de sua importância, os gastos com logística consomem 12,37% do faturamento das empresas.

Para que a gestão da logística funcione com perfeição, é preciso gerir também as frotas. As frotas são, na prática, o que faz com que a logística atinja seu objetivo principal, e sendo feitas com uma boa administração, conseguem reduzir custos, riscos e prejuízos advindos de problemas com a carga, com o transporte, entre outros.

Podemos afirmar ainda que os caminhões são a alma da operação dos transportes. Isso, porque toda a logística é elaborada para que os produtos sejam transportados com perfeição, em veículos seguros, ágeis e eficientes, sem riscos para a carga.

Para isso, é preciso elaborar um plano de gerenciamento da frota, que exige alguns requisitos e recursos essenciais para essa logística.

O que é gestão de frotas?

Com viés estratégico, a gestão de frotas reúne todas as medidas necessárias para que haja um controle efetivo das frotas e para que a logística funcione. Ela é quem irá gerenciar os veículos da empresa, para que os mesmos tenham qualidade, eficácia e entreguem as cargas em perfeito estado.

A gestão de frotas irá averiguar a qualidade dos pneus, combustível/abastecimento, análise de quilometragem, manutenção, entre outros detalhes pertinentes à administração dos veículos. Em suma, organiza e administra todas as rotinas associadas ao transporte de uma companhia, desde as mais simples até as mais complexas.

Qual a importância da gestão de frotas?

Qualquer empresa tem como objetivo paralelo às suas atividades, reduzir os custos, ao mesmo tempo em que proporciona bons resultados. Levando em consideração os custos corporativos, as atividades logísticas em geral ocupam a segunda colocação em ordem de participação, ou seja, são o segundo maior centro de custo de toda empresa, ficando atrás apenas das despesas com pessoal, como o setor de Departamento Pessoal e Recursos Humanos, por exemplo.

Dessa forma, podemos afirmar que uma boa gestão de frotas permite que não haja erros nos transportes, problemas com cargas que geram gastos exorbitantes, dependendo do dano, problemas com clientes que podem vir a processar a empresa, entre outros que ocasionariam riscos financeiros.

Além disso, os clientes buscam cada vez mais qualidade e agilidade nos serviços, principalmente em relação a entregas. Diante dessa realidade, uma boa gestão de frotas permite uma maior competitividade para a empresa, aprimorando a qualidade da frota, dinamizando o tempo previsto de entrega, cumprindo prazos, alcançando novos clientes etc.

Como colocar em prática?

Um dos principais requisitos de uma boa gestão de frotas é elaborar e colocar em prática um plano de manutenção preventiva e periódica, especialmente para as empresas em que os veículos de grande porte são mais antigos, caros e pesados.

É comum que a deterioração e desgaste dos componentes mecânicos do motor da frota aconteçam com o tempo, sendo necessário manter um plano de manutenção preventiva, a fim de evitar problemas com os automóveis e, consequentemente, com as entregas.

Uma gestão de frotas busca manter os veículos funcionando de maneira plena, pelo maior tempo possível, uma vez que a frota precisa rodar, estar nas ruas e estradas para que haja produtividade.

Para isso, é preciso criar e desenvolver um cronograma eficiente de checagem preventiva de toda frota. Basta fazer uma listagem relacionada ao seu tipo de frota e siga à risca a checagem de cada um dos itens. Faça um checklist das principais manutenções, incluindo as relacionadas à Mecânica, Elétrica, Segurança e Lubrificação.

Tais cronogramas entre outros documentos pertinentes à frota que fazem parte do plano de manutenção preventiva, devem estar bem definidos e claros, para que os profissionais da área possam aplicar as medidas preventivas necessárias.

Por isso, é importante que o gestor de frota tenha muito bem documentado os tipos de serviços necessários à manutenção, quais os colaboradores responsáveis pelas atividades e as datas de cada atividade.

Esse tipo de medida pertinente à gestão de frotas é de extrema importância, pois, se não realizada, pode impactar diretamente toda a operação e acarretar prejuízos sérios.

Por isso, afirma-se que é obrigação da empresa estar atenta a pontos importantes das partes mecânica e elétrica dos veículos da logística, para que os veículos não fiquem indisponíveis e sem condições de rodarem, o que atrapalha diretamente a operação e traz prejuízos.

Controle de rendimento e consumo

Outro fator importante de uma boa gestão de frotas é a análise e o controle de custo e consumo da frota, como de combustível, por exemplo. Para isso, é preciso avaliar constantemente o desempenho de cada veículo e todos os seus detalhes, a fim de auxiliar na tomada de decisão na gestão da frota em operação e da sua renovação, escolha de fabricantes e modelos, alteração de postos de abastecimento, orientações sobre melhores métodos de direção etc.

Isso evita gastos desnecessários, como o alto consumo de combustível, por exemplo, além de evitar o desgaste de peças e do veículo em si antes do tempo previsto.

Uso da tecnologia na gestão de frotas

Como a rotina de uma empresa de logística é bastante complexa e movimentada, contar com a agilidade e dinamismo de um software de gestão de frotas pode fazer toda a diferença nas operações.

Através de um bom sistema, é possível monitorar a sua frota, as entregas, o perfil dos condutores dos veículos, o quanto de carga e qual tipo estão sendo transportados em cada caminhão, além de organizar a parte burocrática e financeira do setor.

Tal sistema pode ser acessado remotamente, permitindo uma tomada de decisão imediata por parte do gestor e evitando problemas com os clientes.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Compartilhe:

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin

    Assine nossa newsletter

      Posts Relacionados.

      Downsizing

      Em qualquer negócio, você tem vários custos diferentes reduzindo lentamente seus resultados financeiros. Custos diretos

      ver mais

      Comentários.