fbpx
Leia também

Como otimizar os processos fiscais da sua empresa?

O bem-estar de uma empresa depende completamente de seus processos contábeis. Afinal, são planejamentos e estratégias para o uso do dinheiro que fazem o mundo dos negócios girar. Sendo assim, seu negócio precisa ter um plano para otimizar os processos fiscais constantemente.  

Infelizmente, ter um negócio no Brasil é complicado. Somos o país com mais obrigações tributárias na América Latina. De acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil possui a quarta maior taxação sobre empresas do mundo. Os empresários brasileiros pagam o equivalente de 33,4% da sua receita em custos e impostos.  

Não é novidade também que o Brasil é conhecido por possuir um dos sistemas de obrigação tributária mais intrincados do mundo. Ou seja, além de pagarmos muito, o processo de pagamento das taxas é complexo. Diante disso, seu negócio não possui alternativa se não monitorar de perto cada processo tributário. Saiba mais sobre gestão fiscal. 

Otimizar processos fiscais na empresa  

Existem três níveis de obrigações tributárias, divididas por autoridades: governamentais, estaduais e locais. Na prática, a constituição brasileira e o governo determinam regras e leis para a tributação, mas ela não para aí.  

Cada estado e município têm poderes para estabelecer suas próprias leis, bem como políticas para a cobrança do estado e obrigações fiscais da comunidade.  

Isso tudo parece extremamente complexo, mas a boa notícia é que existem métodos que facilitam o gerenciamento e otimização dos processos fiscais. Com isso, seu negócio se adapta melhor às suas funções e às necessidades jurídicas, diminuindo despesas e obrigações tributárias.  

Então confira nossas dicas para você otimizar os processos fiscais em sua empresa:  

Selecione o melhor sistema tributário  

Se você está começando seu negócio, é preciso escolher um sistema tributário para poder otimizar o negócio e evitar custos. Existem basicamente três sistemas fiscais oferecidos às empresas no Brasil: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Eles diferenciam em termos de rendimento e tamanho de negócio.  

O Simples Nacional foi estabelecido para desburocratizar, facilitar e agilizar o cálculo tributário para micro e pequenas empresas. Porém, na prática, para que as empresas possam escolher este sistema, a legislação impõe inúmeras restrições.  

O Lucro Real e o Lucro Presumido são parecidos. A grande diferença entre eles é que, no primeiro caso, a tributação é identificada pela estimativa do faturamento da empresa. Por isso, os valores pagos podem variar de acordo com os resultados do negócio. No lucro presumido, o cálculo é mais simplificado, mas a receita bruta possui um teto.  

Escolher o sistema certo é uma das tarefas mais importantes que uma empresa deve fazer quando se trata de gerenciamento de obrigações tributárias.  

Procure sempre entender sobre as novidades do setor fiscal, saiba mais aqui como obter mais dicas valiosas para facilitar a sua gestão fiscal.  

Conheça o fisco e a legislação  

A regulamentação tributária brasileira passou por modificações recentes, muitas delas relacionadas às declarações e métodos de registro feitos ao Tesouro. O procedimento agora é digital, e por isso gera algumas dúvidas para várias empresas. Comece, então, compreendendo as novidades, pois todo o funcionamento da empresa depende desse entendimento.  

Além disso, não deixe de lado a legislação em si. Para otimizar o processo fiscal do seu negócio, é fundamental estar dentro da regulamentação que se aplica a ele. Por meio de uma pesquisa você pode entender os compromissos contábeis, as obrigações tributárias e todos os procedimentos que devem ser cumpridos para manter a empresa funcionando.  

Não centralize os processos  

A otimização de processos de escrituração contábil não é simples, e certamente você só obterá sucesso com o bom desempenho dos profissionais envolvidos. Por isso não considere enfrentar essas etapas sozinho.  

Tenha próxima de você uma boa equipe contábil para lhe auxiliar do início ao fim. Conheça o trabalho de cada profissional, descubra como eles podem lhe ajudar, atribua tarefas e acompanhe o desempenho de todos. Assim você terá um resultado muito mais eficiente. 

Planeje  

O planejamento serve para você evitar a tarefa de corrigir um problema mais tarde. Para isso, você precisa realizar um conjunto de procedimentos para tornar sua atividade muito mais acessível. Determine os objetivos e determine os recursos necessários para atingi-los. Após isso divida as tarefas em etapas. É tudo muito simples.  

Atuando de forma preventiva, sua empresa pode se beneficiar do fisco. Ainda que você tenha que pagar valores altos para a Receita Federal, é possível evitar custos maiores para seu negócio com um bom planejamento em mãos.  

Mapeie os processos  

Outra etapa fundamental para otimizar de processos fiscais em sua empresa é o mapeamento de processos. Chame sua equipe para pensar nas tarefas e definir as etapas, considerando o que cada um realiza dentro do processo. Perguntem-se:  

– Quais são os processos?  

– Para que servem?  

– Quais são as principais tarefas?  

– Essas são as pessoas envolvidas e suas funções?  

– Quais são os pontos fracos e fortes do processo?  

Com base nas respostas para essas perguntas você pode passar para a etapa seguinte.  

Crie uma rotina organizada  

A partir da padronização de rotinas você pode monitorar, fazer os ajustes essenciais e realizar um trabalho fiscal muito mais completo e eficiente. Com isso, você organiza o ambiente, garante conformidade com os requisitos legais e ainda lida melhor com sua equipe. Uma rotina bem planejada e organizada também melhora o ambiente do escritório, e por isso essa etapa é importante para o trabalho.  

Considere contar com consultoria e auditoria  

Como as obrigações tributárias são complexas, muitas vezes é necessário recorrer a ajuda externa. Com consultores e auditores você fica por dentro do processo e conhece técnicas tributárias para otimizar o processo.  

O consultor pode levar uma forte estrutura jurídico-contábil, com uma equipe de profissionais eficazes e especializados. Assim você garante o cumprimento de obrigações tributárias de maneira rápida e altamente otimizada.  

A auditoria, por sua vez, pode apontar erros e possíveis fraudes que fariam seu negócio perder muito dinheiro.   

Automação e tecnologias de ponta  

Faça uso de tecnologias atuais para lidar melhor com todas as partes administrativas e operacionais do negócio. Elas são excelentes aliadas quando se trata de administração de taxas por automatizarem e facilitarem todas as obrigações tributárias.  

ERPs e outras soluções financeiras integradas permitem que os gerentes lidem com menos desafios, burocracias e responsabilidades monetárias. Dessa forma, eles podem se concentrar nas questões que realmente fazem sentido para a gestão de sua organização.  

Seguindo essas dicas você cria um ambiente único de melhoria e otimização constante de processos fiscais. Com isso seu negócio só tem a ganhar em longo prazo. Conheça a solução de gestão fiscal da StarSoft e comece a otimizar seus envios, com total segurança de dados. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Compartilhe:

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin

    Assine nossa newsletter

      Posts Relacionados.

      Comentários.