fbpx
Leia também

DevOps: o que é e como aplicar na sua empresa

O alinhamento entre desenvolvimento e operação na área de tecnologia da informação fez nascer o DevOps, um novo setor que vem unido à cultura ágil e dinamismo. 

A cultura DevOps, então, proporciona às empresas uma atualização assertiva de softwares com rapidez e segurança. Além disso, promove um novo campo de atuação aos profissionais. 

Com a quebra dessa barreira entre os Dev (desenvolvedores) e Ops (operadores), as organizações puderam melhorar o setor de TI e melhor aproveitar os colaboradores da área. 

Então, você quer entender mais dessa cultura e profissão? Leia esse conteúdo até o final e não esqueça de compartilhar com quem também se interessa pelo tema! 

O que significa DevOps? 

Como a própria palavra sugere, houve uma junção de “development” e “operations”. Assim, extrai-se as siglas “dev” e “ops”, ou seja: DevOps. 

Desse modo, DevOps representa o conjunto de técnicas do desenvolvimento e das operações, com a finalidade de elevar a capacidade de automação dos processos, desenvolvimento de softwares e de infraestruturas. 

Além disso, o conceito e cultura do DevOps são introduzidos para auxiliar na produção de serviços, produtos e aplicações de maneira ágil e segura. Consequentemente, a empresa atende melhor os clientes e se torna mais competitiva. 

Como funciona a metodologia DevOps? 

Agora que o DevOps está mais fácil de entender, a próxima etapa é compreender como essa metodologia é aplicada na prática. Veja! 

O DevOps atua por meio do compartilhamento das responsabilidades e processos na área de TI, com o objetivo de promover o desenvolvimento de softwares de maneira completamente assertiva, funcionais e com qualidade. 

Entretanto, é importante empregar também uma metodologia ágil na cultura da empresa, para que o DevOps funcione como deve. Além de educar a equipe e engajar soft skills dos profissionais. 

Como adotar na empresa? 

Adotar o DevOps na operação da empresa não é uma tarefa difícil, pelo contrário, é altamente possível com auxílio da tecnologia e de colaboradores qualificados. 

Assim, gestores podem empregar monitoramento e automatização de tarefas, adoção de ferramentas que simplifiquem e harmonizem o trabalho, além de profissionais da área. 

Outro ponto é a escolha de uma equipe formada por desenvolvedores e operadores. Além disso, proporcionar autonomia é fundamental, valorizando inclusive erros para identificar falhas e aperfeiçoar os programas. 

Principais resultados de ter um DevOps 

Gestores da área de TI afirmam que um dos principais resultados a serem percebidos pela equipe com a adoção do DevOps é o pipeline de integração e implantação contínuas (CI/CD).  

Mas, como medir esse benefício? Isso é possível, pois os profissionais avaliam a frequência de entrega de aplicações aos clientes como uma das premissas de sucesso atribuída pelo método Agile. 

Assim, por meio do ontinuous Integration e Continuous Delivery (CI/CD), que é a base do fluxo de trabalho DevOps, é possível analisar a entrega dos softwares estáveis e ágeis. 

Com as práticas de CI/CD, é possível disponibilizar aplicações para os clientes com maior frequência e validar a qualidade delas com o mínimo de intervenção humana. 

Essas avaliações implementam o monitoramento de todo o ciclo de vida das aplicações, desde a criação até integração, entrega e implantação. Desse modo, identifica-se problemas e os corrige a tempo. 

Por isso, o DevOps é tão procurado pelas empresas de tecnologia da informação, atualmente. São benefícios vistos rapidamente e que geram mais outras vantagens competitivas. É perceptível também outros proveitos, como: 

  • Aumento do nível de conformidade e segurança dos softwares; 
  • Adoção de ferramentas que simplificam os processos e reduzem tempo de desenvolvimento; 
  • Rapidez na entrega ao cliente e atualização também mais ágil; 
  • Melhor envolvimento dos membros da equipe; 
  • Diminuição de retrabalho. 

Vale citar que uma pesquisa realizada pela Dynatrace informou que há uma alta aceitação dos líderes de desenvolvimento enxergam grande potencial no DevOps, em relação à transformação digital. 

E, 98% dos entrevistados disseram que estender o DevOps a mais aplicações é importantíssimo para promover a transformação digital nas empresas, elencando o método como uma chave essencial para otimização da experiência do cliente.   

O que faz um profissional DevOps? 

Sabia que, segundo a Linux Professional Institute (LPI), há pelo menos 2 mil vagas disponíveis para DevOps, no Brasil. Mundialmente, há quase 100 mil. 

Esses números animadores demonstram como o mercado tem valorizado cada vez mais os o DevOps e os profissionais que atuam nesse setor. Então, o que faz uma pessoa que trabalha nessa área? 

De maneira geral, um profissional de DevOps atua ao mesmo tempo nas áreas de desenvolvimento do software e infraestrutura de operações.  

Assim, é responsável por otimizar a produtividade confiabilidade, visando um resultado satisfatório. Além disso, integra equipes, padroniza e implementa velocidade aos processos 

E na prática? 

Entenda a atuação desses profissionais por etapa de criação de um sistema/solução tecnológica. Acompanhe o esboço de como é a atuação. 

Planejamento 

Na etapa de planejamento e idealização, o DevOps tem a responsabilidade de decidir a linguagem de programação, modelo de infraestrutura e questões pertinentes à estratégia. 

O profissional também define demandas e funções dos membros da equipe, sempre tendo em mente metodologias ágeis, pois como citamos, elas andam de mãos dadas ao DevOps. 

Desenvolvimento/Programação 

Nessa próxima fase, os profissionais colocam em prática o planejamento e, de fato, inicia o desenvolvimento do projeto, utilizando ferramentas e linguagens já decididas. 

Automação 

A fim de promover prevenção e detecção de problemas, essa etapa se dedica a realizar testes, estruturar códigos e builds a partir da automação! Aqui, a interferência humana é menor. 

Entrega do projeto 

Por fim, a equipe DevOps entrega o projeto final já com testes realizados, correções e coleta de dados a fim de realizar o monitoramento, para que melhorias sejam realizadas com o uso, sempre levando em consideração também o feedback de clientes. 

Habilidades de um DevOps 

O que procurar em um profissional dessa área? Quais qualificações e técnicas devem ser avaliadas no momento de seleção do colaborador? Veja nosso check list de habilidades que um DevOps pode ter: 

  • Comunicação assertiva; 
  • Inteligência emocional e empatia; 
  • Habilidade com ferramentas ágeis; 
  • Skills de programação; 
  • Experiência e portfólio; 
  • Certificações em de métodos para automatização e simplificação de processos; 
  • Engajamento em educação continuada; 
  • Bom trabalho em equipe. 

Áreas correlatas 

Vale citar que o DevOps, hoje, não atua isoladamente. Há funções que desempenham um papel de contribuição para o bom desenvolvimento de um projeto e satisfação do cliente. Veja dois exemplos: 

SRE – Site Reliability Engineering 

Para que seja fácil de compreender, o profissional SRE é responsável por assegurar a confiabilidade e rapidez de sistema/software e demais projetos.  

Desse modo, a equipe que trabalha nessa área desenvolve soluções e ferramentas de automação, com a finalidade de aprimorar a usabilidade da ferramenta. Além disso, também pode identificar erros, antes que se torne um transtorno para o cliente.  

Apesar de ser tendência que acabou de chegar no Brasil, é uma função que está há algum tempo em alta mundialmente, justamente por garantir a confiança e satisfação dos clientes. 

AIOps – Inteligência Artificial para Operações de TI 

A Inteligência Artificial está aplicada em vários em processos, e no DevOps não seria diferente. Assim, surge o conceito AIOps, que promove a criação de ferramentas importantes. 

O AIOps utiliza bastante recursos da AI, como big data, algoritmos, aprendizagem de máquinas e análise. Assim, as equipes desse setor visam identificar problemas antecipadamente e recomendar soluções eficazes para esses contratempos. 

É importante ressaltar que essa metodologia combina automação de tarefas, gerenciamento e a supervisão de especialistas em rede. Entretanto, a experiência dos profissionais de TI não é descartada, pois melhora a eficiência. 

E aí, descomplicamos o tema para você? O DevOps é realmente uma área muito promissora em vários sentidos e vale a pena ser implementado nas empresas! 

Veja mais conteúdos sobre tecnologia: Era da inovação: investir em tecnologia é globalização e sobrevivência 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Assine aqui nossa news: conteúdos do mundo do RH.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Posts Relacionados.

    Comentários.