fbpx
Leia também

Indústria 5.0: a era da inovação a favor do ser humano

Conforme a tecnologia foi evoluindo, o trabalho do ser humano acabou entrando em alguns complexos e o medo da substituição se elevou. A sociedade passou por mudanças estruturais e a indústria também, até que chegamos à indústria 5.0. 

E, mesmo que muitos executivos pensem que a tendência ainda seja a indústria 4.0, as notícias são de uma junção entre essa valorização das máquinas e dos profissionais, tornando assim, a indústria 5.0 como uma atual realidade para automação. 

Mas, o tema é ainda mais complexo e levanta questões relevantes. Por isso, neste artigo vamos abordar essas principais informações sobre indústria 5.0. Para saber mais, acompanhe! 

Como surgiu a indústria 5.0?

A indústria 5.0 veio com um conceito que, até então, não estava tendo tantos olhares que é: a interconexão da inteligência da robótica com a do ser humano. 

Assim, esse atual conceito recoloca os profissionais no centro das tecnologias. Combina-se as habilidades extraordinárias da automação com o pensamento crítico e criativo do ser humano. 

Mas, e como esse conceito emergiu?

O conceito da indústria 5.0 começou a ser difundido em 2017, durante a feira de negócios digitais na Alemanha, a CEBIT, em que o 5º Plano Básico de Ciência e Tecnologia foi oficialmente divulgado. 

Esse plano desenvolvido no Japão propôs diretrizes para inovações do país até 2021. Então, esses objetivos corroboraram em uma guinada tecnológica entre os grandes negócios. 

Indústria 4.0 e 5.0

Com o advento da indústria 4.0, veio também uma valorização da geração de dados por meio de Big Data, Inteligência Artifical (AI) e Internet das Coisas (IoT). 

E a indústria 5.0, então, surge com essas inovações provocadas pela indústria 4.0, adicionando a importância do envolvimento da inteligência humana. 

Portanto, essa combinação impacta em um ganho significativa para as fábricas, pois as máquinas ficam responsáveis pelos cargos de perigo, mecânicos e repetitivos. Já os profissionais ficam como tomadores de decisão, utilizando sua capacidade estratégica. 

Além disso, a Indústria 4.0 vem para a trazer conectividade e interconectar os setores do estabelecimento industrial, inclusive chão de fábrica com o escritório. Desse modo, a Indústria 5.0 usa a tecnologia desenvolvida na 4.0, como benefícios para os profissionais e executivos. 

Características da indústria 5.0

Como pode ser percebido, a Indústria 5.0 elimine esse conceito de retirar o ser humano dos processos industriais e o acrescenta estrategicamente.  

Dessa maneira, é o desenvolvimento o conceito de “Super Smart Society“. E, dentro dessa ótica, as principais características são: 

  • Hiper-Customização; 
  • Foco no UX (experiência do usuário) 
  • Mecanismos Interativos; 
  • Tecnologias responsivas e distribuídas. 

Portanto, a indústria 5.0 utiliza essas caraterísticas para elevar a capacidade das máquinas e manter altos volumes de produção, com qualidade e colaboração. 

Como implantar na minha indústria?

Antes de começar a implantação dos conceitos e tecnologias da indústria 5.0, é importante que os executivos entendam como o mercado enxerga positivamente esse avanço. 

A indústria 5.0 traz benefícios ambientais, que corroboram para um futuro seguro, tanto para a Terra quanto para os negócios. E, o relatório MSCI indica que 77% dos investidores passaram a apoiar mais as companhias com foco em sustentabilidade. Portanto, ter isso em mente é também uma das características dos industriais 5.0. 

Então, para implantar, os gestores da indústria precisam focar em alguns requisitos essenciais, que são: 

  1. Criar uma política de governança 

Os tomadores de decisão vão se reunir para elencar objetivos, sincronizados interesses e ganhar estabilidade para investir em tecnologias. 

  1. Praticar o lean thinking  

O lean thinking aplicado a todos os níveis organizacionais ajuda os executivos a eliminarem uma série de dificuldades, como desperdícios e erros. Assim, essa melhoria acontece estratégicamente.  

  1. Implemente a indústria 4.0  

Se você ainda não implantou os conceitos da indústria 4.0, infelizmente a 5.0 não vem, justamente porque passar por essa antecessora é fundamental. 

Portanto, busque implementar tecnologias que façam sentido para sua organização e tenha o foco na aceleração digital, dando valor aos seres humanos inseridos na instituição. Algumas tecnologias que podem ser adotadas, são: 

  • Business Intelligence; 
  • People Analytics 
  • Machine Learning; 
  • Manufatura aditiva; 
  • Robótica; 
  • IOT – Internet of Things; 
  • IA – Inteligência Artificial; 
  • Cobots – Robôs colaborativos. 

Principais benefícios

A Indústria 5.0 tem um enorme potencial de transformação, especialmente no que diz respeito a sustentabilidade, inclusão e aceleração digital. Assim, proporciona benefícios, como: 

  • Investimento em qualificação profissional; 
  • Redução de custos e desperdícios; 
  • Processos fabris rápidos; 
  • Consumidores mais satisfeitos; 
  • Maior qualidade; 
  • Gestores e profissionais mais estratégicos. 

Para os trabalhadores que neste conceito são fundamentais, um dos benefícios mais importantes para eles é o modo como os gestores passaram repensar o papel dos profissionais nesse novo cenário.

Leia também: Automação e o futuro do trabalho

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Assine aqui nossa news: conteúdos do mundo do RH.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Posts Relacionados.

    Comentários.