fbpx
Leia também

Saiba tudo sobre gestão de cargos e salários

A gestão de cargos e salários é uma das demandas mais importantes para uma empresa. Através dela o gestor consegue adequar uma remuneração justa para todos os colaboradores e trazer benefícios financeiros para a organização. 

Porém , diversas empresas ainda falham em se comprometer realmente com os colaboradores, realizando abusos laborais como descontos sem justa causa e cobranças acima do normal. Se o seu empreendimento vem passando por isso e, consequentemente, perdendo espaço no mercado, saiba como realizar uma gestão de cargos e salários realmente comprometidos com o futuro financeiro da organização. 

Gestão de cargos e salários: o que é e qual sua importância para a empresa 

A gestão de cargos e salários também é conhecida pelo nome de plano de cargos e salários. Esse gerenciamento tem como objetivo realizar uma descrição detalhada das funções exercidas pelo colaborador na empresa e o valor a ser pago pelos seus serviços mensalmente. Nesse cenário também é possível incluir o plano de carreira e a hierarquia de cargos existentes na empresa. 

Geralmente, essa gestão é feita pelo setor de Recursos Humanos por já serem os responsáveis pelas admissões e demissões de colaboradores, garantindo assim a equidade de salários entre os colaboradores que exercem a mesma função dentro da empresa. Dessa maneira, podemos entender que essa gestão tem como finalidade ajudar a organização a: 

• Realizar um planejamento financeiro mais assertivo; 

• Elaborar um processo seletivo para novos colaboradores mais justo; 

• Manter uma comunicação saudável com todos os colaboradores, sempre mostrando o que a empresa deseja alcançar com seu trabalho; 

• Demonstrar os direitos e deveres de todos os colaboradores de maneira simples e direta; 

• Total suporte para o setor de RH na hora de realizar a folha de pagamentos. 

Para entender a importância da gestão de cargos e salários, é necessário que esse gestor tenha empatia e se coloque no lugar do colaborador recém-admitido na empresa. Ao exemplificar as demandas, responsabilidades e demais tarefas do dia a dia, esse colaborador também consegue perceber melhor quais são as habilidades de outras funções acima da dele e como conseguir essa promoção a longo prazo. 

Sendo assim, a gestão é uma maneira que a empresa tem em equilibrar as expectativas e realidade desse novo colaborador dentro da empresa, permitindo que o mesmo possa crescer ao longo dos anos na organização e adquira sempre novas experiências. Esse estímulo é o que faz toda a diferença na saúde financeira desse empreendimento, afinal, com menos evasão de colaboradores por desmotivação, a empresa garante um lugar de destaque no mercado em que atua. 

Como deve ser realizada essa gestão? 

Agora que você já compreendeu o peso de importância que a gestão possui dentro de uma empresa, é necessário saber como montar esse plano dentro da organização para que ele renda frutos a longo prazo. Sendo assim, o gestor precisa definir 4 parâmetros principais. São eles: 

1. Responsabilidades 

É preciso que o setor de RH estabeleça com muita clareza e cautela quais serão as funções a serem efetuadas pelos colaboradores, exemplificando assim suas responsabilidades com a empresa e podendo gerenciar o desenvolvimento de habilidades mais pontuais para o ganho de produtividade. 

2. Faixa salarial 

O gestor responsável por esse plano de cargos e salários deve compreender bem as funções exercidas por cada funcionário, isso significa que parte do trabalho dele está em pesquisar a faixa salarial de cada função para uma melhor adequação na empresa, evitando que alguns desses colaboradores receba abaixo do estipulado pelo mercado, gerando desmotivação e falta de comprometimento a longo prazo. 

3. Perfil comportamental 

Alguns cargos exigem que os colaboradores obtenham algumas características comportamentais específicas, como a capacidade de liderança, comunicação e análise do trabalho a ser desenvolvido. Esse perfil geralmente é um complemento ao técnico, onde as habilidades profissionais são destacadas. 

4. Perfil técnico 

Aqui o gestor precisa avaliar a formação acadêmica do candidato, suas experiências anteriores na função (caso isso seja exigido durante o envio do currículo) e as habilidades técnicas que o mesmo conquistou ao longo da carreira através de cursos e especializações. Saber uma segunda língua, lidar bem com sistemas de ERP e planilhas podem ser um grande diferencial na conquista do cargo e diferença no salário. 

Apesar de esses parâmetros serem essenciais para a construção da gestão, esse gerente também pode incrementar tal plano realizando pesquisas internas e elaborando um organograma. 

Como o organograma e a pesquisa interna podem auxiliar a gestão de cargos e salários? 

A pesquisa interna de uma empresa pode ter diversas finalidades, desde a necessidade de analisar melhor o desenvolvimento dos cargos até compreender o que está dando certo ou errado no setor financeiro, com o plano de cargos e salários não é muito diferente. Conheça aqui alguns tipos de pesquisas internas. 

Nesse caso, a pesquisa se concentra mais na capacidade operacional da empresa em oferecer aumento de salário para os colaboradores. Sendo assim, esse gestor analisa as condições de ganhos e perdas nos últimos meses, bem como a dedicação de cada colaborador em sua determinada função. 

O aumento de salário também pode ser oferecido como uma vantagem para continuar motivando os colaboradores para o bom trabalho e rendimento laboral. Fazendo então com que a empresa siga conquistando espaço vigente no mercado em que atua. 

Já para o organograma, sua função aqui continua sendo a construção da hierarquia empresarial. Ajudando a identificar quais são os cargos de liderança e o seu grau de importância dentro da empresa. 

A construção de um organograma também é muito valiosa de compartilhar com os colaboradores da empresa. Especialmente no que diz respeito a entender melhor quais são os profissionais que ele será subordinado e quais são as probabilidades para ele atingir essa eventual promoção no futuro. 

Com todas essas especificidades envolvidas na gestão de cargos, fica fácil compreender que esse gerenciamento se torna um dos principais motores. Assim o RH da empresa pode realizar contratações mais sólidas, desenvolvendo um processo seletivo que esteja adequado com a cultura organizacional defendida na organização. 

Saiba como podemos a melhorar sua gestão de cargos e salários através das soluções premiadas da StarSoft na gestão de Recursos Humanos em nosso site. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Assine nossa newsletter

    Compartilhe:

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin

    Assine nossa newsletter

      Posts Relacionados.

      Comentários.